As escolas públicas de Nova Iorque decidiram acabar com o uso da plataforma Zoom para videoconferências para dar aulas de forma remota na sequência da pandemia de Covid-19, devido aos seus problemas de segurança e privacidade, foi anunciado esta segunda-feira.

O presidente da autarquia nova-iorquina, o democrata Bill de Blasio, afirmou esta segunda-feira que o Departamento da Educação municipal deixou de trabalhar com a Zoom, depois de esta “não cooperar” na procura de soluções para aqueles problemas.

“Não vamos colocar a privacidade e os dados dos nossos estudantes em risco. É tão simples quanto isso”, disse De Blasio, durante uma conferência de imprensa. “Teríamos todo o gosto em usar essa ferramenta, mas só o podemos fazer de forma segura”, insistiu o autarca.

Por enquanto, o Departamento de Educação prevê passar a utilizar o Microsoft Teams para as aulas virtuais. O sistema de educação público de Nova Iorque é o maior dos EUA e conta mais de um milhão de alunos, que se encontram a estudar de forma remota devido ao encerramento das escolas, decretado para travar a expansão do novo coronavirus.

A Zoom viu a sua popularidade disparar nas últimas semanas, perante as restrições impostas em todo o mundo para combater a pandemia, que multiplicaram o recurso ao teletrabalho e o ensino à distância.



Article Source link

Is your business effected by a COVID-19 / Coronavirus related Cyber Crime? 

If a cyber crime or cyber attack happens to you, you need to respond quickly. Cyber crime in its several formats such as online identity theft, financial fraud, stalking, bullying, hacking, e-mail fraud, email spoofing, invoice fraud, email scams, banking scam, CEO fraud. Cyber fraud can lead to major disruption and financial disasters. Contact Digitpol’s hotlines or respond to us online. 

Digitpol is available 24/7.

Email: info@digitpol.com
Europe +31558448040
UK +44 20 8089 9944
ASIA +85239733884

Write a comment:
*

Your email address will not be published.